Programação

atualizado em 01.10.19 às 09h42min

Todas as atividades serão certificadas.
Baixe o PDF da programação aqui.

01/10 – Terça

Abertura Solene
19h – Teatro SESC Santo André
Abertura solene do evento com Reitoria da UFABC e SESC Santo André
Concerto “Diálogos neuromusicais: conexão entre o cérebro e a música”
19h30 – Teatro do SESC Santo André
(ingressos disponíveis no local 1 hora antes da apresentação)

Musicistas:
Henrique Lima Oliveira Silva (violino)
José Artur Cunha de Souza (piano)

Palestrantes:
Profa. Patricia Vanzella (UFABC)
Prof. João Ricardo Sato (UFABC)

Fazer música é uma atividade desafiadora que envolve uma série de habilidades motoras, cognitivas e socioemocionais. Com isso, inúmeras funções cerebrais são mobilizadas na prática musical. O surgimento de técnicas de neuroimagem, a partir do final do século XX, tornou possível visualizar áreas cerebrais que se articulam de forma orquestrada nos atos de ouvir e de produzir música. 

Ao longo deste concerto, demonstraremos o uso de uma dessas técnicas (a espectroscopia no infravermelho próximo) de forma que será possível visualizar, em tempo real, algumas das áreas cerebrais envolvidas na performance musical.

PROGRAMA DO CONCERTO
Maurice Ravel Gaspard de la nuit (Ondine) – piano solo
Eugène Ysaye Sonata n° 4 (Allemande) – violino solo
Johannes Brahms Sonata F-A-E (Scherzo) – duo piano e violino
Francisco Mignone Valsa de Esquina n° 2 – duo piano e violino
César Franck Sonata em Lá Maior para violino e piano
I. Allegretto ben moderato
II. Allegro
III. Ben moderato: Recitativo-Fantasia
IV. Allegretto poco mosso

02/10 – Quarta

“Diabolus in musica: um olhar matemático”
14h às 15h30 – UFABC campus Santo André (S-213-0 – Bloco A)

Palestrantes:
Prof. Norberto Maidana (UFABC)
Prof. Celso Nishi (UFABC)

Pitágoras, no século VI A.C., realizou vários experimentos sonoros que culminaram na construção da escala Pitagórica. Descobriu assim as leis matemáticas que determinam a escala musical: as razões e proporções, e estabeleceu a relação entre música e aritmética.

Descreveremos primeiro o procedimento utilizado para a construção da escala por divisão da corda no qual é utilizado o conceito de consonância na música. Depois apresentamos as incompatibilidades da escala Pitagórica que vários séculos depois culminariam com o temperamento da escala, não mais baseada em proporções de inteiros. 

O conceito de consonância utilizado na construção de escalas é cultural, e responde à nossa intuição auditiva. Na música tonal o conceito das consonâncias foi ampliado com o decorrer dos anos, assim como o uso das dissonâncias. 

Veremos como o reforço dos harmônicos com proporções simples levam à consonância e como o reforço de harmônicos com proporções muito díspares levam à dissonância. Abordaremos finalmente o intervalo mais dissonante da escala, o trítono. Este intervalo é conhecido desde a idade média como Diabolus in musica, sendo  importante na renascença e em todo o período tonal que inclui desde o período barroco até o romantismo. Mais recentemente, veremos que ele é frequentemente usado em músicas que vão desde trilhas sonoras de filmes de suspense até o heavy metal. 
“Mulheres na Música Eletrônica”
15h30 às 17h, UFABC campus Santo André (S-213-0 – Bloco A)

Participantes:
DJ Malka
DJ Afreekassia
DJ Lika Marques
Jessica Santos Ferreira (Coletivo Negro Vozes)

A desproporcionalidade de participação entre os gêneros no campo das artes tem sido um debate bastante recorrente no mundo das artes, o que inclui a música eletrônica, um domínio historicamente  masculino. No entanto, a reivindicação por espaço e reconhecimento e igualdade de tratamento tem promovido mudanças, e já perceptível a ampliação da presença de DJs mulheres nos line-ups dos festivais.  

As DJs convidadas para a mesa Mulheres e Música Eletrônica vão debater sobre a efetividade dessas mudanças, além de nos mostrar um pouco mais sobre o cenário da música eletrônica brasileira.
Pocket Show com DJ Afreekassia
18h às 19h, UFABC campus Santo André
“Threat intelligence: emboscando atacantes”
18h às 19h, UFABC campus Santo André (S-209-0 – Bloco A)

Palestrante: Ramon Martinez (FATEC São Caetano do Sul)
Mediação: Green Team UFABC

As defesas convencionais contra ataques digitais não garantem mais a sobrevivência no mundo cibernético. Antecipe-se ao atacante através de técnicas de emboscadas, consumo e automação de pesquisas cibernéticas.
WorkShock “Buffer Overflow na prática”
19h às 20h, UFABC campus Santo André (L703 – Bloco B)

Ministrante: Rafael ChOkO (Capture the Flag RTFM)
Mediação: Green Team UFABC

A atividade apresentará uma breve introdução aos ataques de corrupção de memória, as principais ferramentas e metodologias utilizadas na descoberta e exploração de vulnerabilidades desse gênero e referências para aqueles que desejam se aprofundar no tema de binary exploitation. Haverá um desafio valendo alguns stickers.
“Tecnologia, empreendedorismo e precarização do trabalho”
19h às 21h, UFABC campus São Bernardo do Campo (A-001 – Bloco Beta)

Palestrantes:
Profa Livia Tommasi (UFABC)
Felipe Oliveira Campos (USP)
Profa Patrícia Maria de Jesus (UFABC)

03/10 – Quinta

Oficina “Construção de Teremim Óptico”
13h30min às 17h30min, campus Santo André (Lab 405-1)

Ministrante: Marcelo Muniz (USP)

Gratuito. 15 vagas. Inscrições em eventos.ufabc.edu.br/sact/inscricoes/ —INSCRIÇÕES ESGOTADAS–
“O quanto a internet sabe sobre você” 
18h às 19h, UFABC campus Santo André (A-110 – Bloco A)

Palestrante: Lucas Andrade Cioffi (UFABC)

Quantas informações sobre você estão na internet? Quais são públicas? Quem está interessado nessas informações? Para que elas são usadas? A palestra explora esses assuntos e ainda demonstra como é fácil obter informações sensíveis sobre uma pessoa aleatória. 

04/10 – Sexta

“Issey Miyake: ligando arte e moda pelo uso da tecnologia”
14h às 15h30, UFABC campus Santo André (A-112 – Bloco A)

Palestrante: Profª. Veridiana Ferreira (UNOESTE)

A convidada falará sobre a relação dos trabalhos do renomado designer japonês Issey Miyake com os benefícios das tecnologias têxteis destinadas ao corpo.
Oficina “Explorando a realidade virtual com materiais recicláveis”
14h às 18h, UFABC campus Santos André (S-008 – Bloco A)

Ministrantes:
Prof. James Moraes (UFABC)
Prof. Caetano Rodrigues Miranda (USP)
Gabriela Dias
Michele Salvador
Dindara Silva Galvão
Patricia Cortes Nogueira

Gratuito. 20 vagas. Inscrições em eventos.ufabc.edu.br/sact/inscricoes/

Os participantes confeccionarão seus próprios óculos de realidade virtual utilizando materiais recicláveis e seus smartphones. Utilizaremos a realidade virtual para promover experiências perceptivas, a fim de vivenciar escalas muito distintas da que vivemos cotidianamente. Em particular, exploraremos a escala nanométrica, como se fôssemos átomos ou moléculas, e assim desenvolver intuição sobre a forma, tamanhos, espaço e processos dinâmicos nessa escala.  

A oficina é uma iniciativa do projeto MARIIAS (Metodologias de Aprendizagem e Recursos de Interação Inclusivos em Ambientes de Simulação), que visa reduzir a desigualdade de gênero, inserindo e motivando o público em geral através de experiências imersivas e promovendo o diálogo entre Ciência e Arte. 

05/10 – Sábado

Oficina “Mini-máquina de pesadelos: caixa para trilhas sonoras de filmes de terror”
10h30 às 14h, Sala de Múltiplo Uso do SESC Santo André

Ministrantes: Marcelo Muniz (USP) e Cadós Sanchez
20 vagas. Inscrições diretamente no SESC Santo André, 30min antes do início da atividade.

Trata-se de uma pequena caixa de madeira contendo um captador piezoelétrico além de diversos dispositivos geradores de sons elétricos e mecânicos. A superfície da caixa é capaz de amplificar o som de fricção e percussão dos mais diversos tipos de objeto, (tampinhas de garrafa, bolinhas de gude, clips de papel, elásticos, utensílios de cozinha etc) tornando-se, assim, um gerador de ruídos passível de ser utilizado em sonoplastia para nos mais diversos tipos de narrativas.

A proposta apresentará aos participantes diversas possibilidades de geração sonora permitindo a escolha particular do conjunto de artefatos que integrará seu instrumento, de acordo com suas preferências e interesses individuais.

EXPOSIÇÕES

“Mostra de Filmes da SACT”
UFABC campus Santo André (Piso Vermelho do Bloco B)
de 02 a 04 de outubro de 2019

Nham-Nham, a Criatura (Lucas de Barros, 2015, 13 minutos)
Aquele Disco da Gal (Juliana Curvo e Diego Baraldi, 2017, 26 minutos)
Garoto VHS (Carlos Daniel Reichel, 2016, 20 minutos)
Fantasia de índio (Manuela Andrade, 2017, 17 minutos)
“Beleza que Mata: a dualidade de um patógeno mortal”
UFABC Campus Santo André (1º andar do Bloco A)
até 21 de outubro de 2019

A simbiose entre arte e pesquisa científica é o tema central da exposição fotográfica Beleza que Mata: a dualidade de um patógeno mortal. Marilene Henning Vainstein e William Lopes, pesquisadores do Laboratório de Fungos de Importância Médica e Biotecnológica do Centro de Biotecnologia da UFRGS, compuseram 33 imagens de fungos mortais, como Cryptococcus neoformans e Cryptococcus gattii,  conjunto que revela padrões de organização, dispersão e remodelação que impactam pela beleza e harmonia. 

Contato: sact@ufabc.edu.br